Leandra Lambert

(Rio de Janeiro 1974)

Caminhante dos espaços sônicos, Leandra Lambert é também artista multimídia em atividade desde 2009. Compositora e performer em música eletrônica/experimental desde o início dos anos 90. Participou de exposições e eventos no Brasil, EUA, França, Chile, Cuba, Noruega e Rússia. Sua primeira exposição individual foi Danças Atlânticas, no CCJF, Rio de Janeiro; a segunda está programada para maio de 2016 na Galeria IBEU. Bolsista Capes PDSE para Doutorado sanduíche em Artes, em co-tutela UERJ / Paris 1 Panthéon-Sorbonne. Mestre em Artes com bolsa Capes pela UERJ, bacharelado em Comunicação/Cinema pela UFF. Fez vários cursos na EAV do Parque Lage. Representada pela galeria/selo multimídia TAL – Tech Art Lab.

Como compositora, performer e artista sonora faz uso da própria voz e de outras vozes, da eletrônica, textos, técnicas de cut-up, métodos experimentais, livre improviso, tecnologias diversas misturadas, gravações de campo alteradas e pequenos objetos do dia-a-dia. Recebeu o primeiro lugar no III Concurso Latino-Americano de Composição Eletro-Acústica Gustavo Becerra-Schmidt (2012 – categoria eletrônica-experimental), com a música “Cortina de ruínas”, feita a partir de performances em uma instalação site-specific temporária em um parque público.

Vinda da música experimental e de grupos que misturavam o punk e o pós-punk à tecnologia eletrônica desde os anos 90, posteriormente começou a trabalhar também com arte sonora e multimídia, em 2009. Participou de oito CDs e vinis e disponibilizou dezenas de músicas próprias online. Apresentou-se no Circo Voador, Fundição Progresso, Cine Odeon, Teatro Odisséia, Plano B Lapa, Motomix Art Music no Espaço das Américas (SP), D-Edge (SP) e FILE Hipersônica (SP), entre outros.

//
Investigo e trabalho com som, voz e palavras; vestígios deixados por corpos; territórios, desaparecimentos e ausências; a memória e o ambiente; relações entre história e ficção; trânsitos livres e forçados. A prática da caminhadas sonoras que induzem a um estado de “desregramento de todos os sentidos” é parte importante do processo. Busco desenvolver uma poética na qual intenciono misturar a experiência, a memória, a imaginação, a história e os mitos de cada lugar, com uma abordagem política.

//
http://leandralambert.net

http://www.interferencejournal.com/articles/sound-methods/experienced-sonic-fictions