Vanessa de Michelis

(1983)

Em 2006-7, vivendo em Belo Horizonte, foi professora de Design Sonoro na Universidade FUMEC; Em 2008 co-fundou o laboratório sonoro e netlabel Azucrina Records através do qual realizou oficinas, eventos, shows, atividades e publicações com outros selos, artistas e projetos que investigam a musica e a eletrônica DIY. Com o selo criou o projeto bimestral “Intersessões” que durante 2011/2012 trouxe para Belo Horizonte noites de improvisação, ruído, experimentação e convergências com artistas e colaboradores nacionais e de 13 diferentes países; Em 2009 foi selecionada através do seu projeto Noise Pollution Detection (Detector de Poluição Sonora) para a escola de verão da Sound and Music Computing Conference (Portugal), onde teve aulas com importantes nomes da ecologia acústica e música eletrônica atuais como Joel Chadabe da Electronic Music Foundation e Xavier Serra do Music Technology Group de Barcelona. No mesmo ano, na Amazônia brasileira próximo a Manaus, estudou gravação de campo e composição de paisagens sonoras com o compositor espanhol Francisco López na residência Mamori Sound Lab; em 2010 foi bolsista-assistente e residente do projeto do artista sonoro e ecologista Dr.Matthew Burtner : Ecosonus – Sustainable Sound Art for the Future; Desde 2009 apresenta ao vivo em rádios e junto a projetos audiovisuais suas peças eletroacústicas, concertos e performances mesclando gravações, live electronics, sintetizadores e instrumentos. Teve trabalhos performados e transmitidos no Brasil, China, Chile, Colômbia, Canadá, EUA, Alemanha, França, Suécia e Inglaterra, em festivais e eventos de Arte Contemporânea, Música Experimental e Noise; suas trilhas sonoras e projetos musicais foram exibidos e premiados em festivais de Novas Mídias como o Arte.Mov Brasil, FILE Hypersonica e 43o Festival de Brasília (prêmio de melhor trilha sonora com o longa-metragem Os Residentes); participou/realizou instalações audiovisuais, sonoras e performances em residências e comissões no LABMIS e Paço das Artes em São Paulo, Museu de Arte Moderna de Salvador, e Palácio das Artes em Belo Horizonte. E m 2012 foi coordenadora do laboratório de pesquisa em Arte Sonora do media lab Marginalia + LAB. Desde 2012 vive em São Paulo, trabalhando como educadora em oficinas de música experimental, eletrônica artesanal, teoria musical e montagem de palco em espaços culturais diversos como os SESC e Oficinas Culturais do estado. De 2013 a 2015 estudou Composição Musical e Piano na Universidade FIAM-FAAM, além de ser aluna especial nas disciplinas Música Eletroacústica, Contemporânea e Experimentações e Vanguardas do séc.XX na pós-Graduação com o Prof.Dr.Fernando Iazzeta na USP. Em 2015 foi residente do programa X Residência da RedBullStation São Paulo e participou de performances e exposições em diversos espaços e festivais na cidade como o FIME (Festival Internacional de Música Experimental de SP), Mostra XX Sonora e Galeria Jacqueline Martins. Seu trabalho como educadora envolve oficinas de formação livre em música experimental, instrumentos eletrônicos de garagem e logísticas de montagem de palco para shows, ensaios e manifestações. Grande parte deste trabalho educacional é focado no empoderamento de jovens, mulheres, comunidade LGBT e em situação de risco em centros culturais, espaços independentes, instituições como SESC e festivais de arte tecnologia. Em seu tempo livre se dedica ao estudo/prática da alimentação vegetariana/vegana, artes marciais e yoga.

//
É compositora, artista sonora e educadora cuja pesquisa transita nos campos da Música/Arte/Tecnologia Contemporânea e Experimental. Seu trabalho é uma jornada por paisagens onde, através da experimentação com recursos instrumentais, eletroacústicos, gravações e manipulação de materiais, constrói discursos sonoro-político-musicais, lançando mão de diferentes linguagens e suportes como performances audiovisuais, instalações, peças sonoras, debates e oficinas.

//
vnss.info
humanifestation.net
post.wix.com/post
https://vimeo.com/111303370